Conecte-se Twitter Facebook Youtube Feed
BF Câmbios
Grilo Pneus Fuel Tech

Gol Quattro

Terça-Feira, 28 de Novembro de 2017.


Sua chance de ter um carro exclusivo, com configuração única, está diante de seus olhos: este Gol G4 com tração de RS2, câmbio seis marchas e 800hp no metanol está a venda nos classificados da Autodynamics! 

Cada carro oferece uma sensação diferente. Comparações são desnecessárias, por mais que naturalmente aconteçam. Cada situação proporciona um tipo de reação. O piloto Guilherme Emiliano teve o privilégio de experimentar diversos tipos de carros, mesmo declarando sua predileção e paixão pelo Chevrolet Opala. O paranaense fez história na categoria Turbo Traseira (TT) com o Opala numeral 27. Com este carro, fez história nos 402 metros ao ser o primeiro a entrar na casa dos 9 segundos e 8 segundos. Foi um tempo que ele nunca esquece e, mesmo depois de ter vendido o carro para Celso Camargo, continua por perto para ver de perto a evolução da categoria. Então você pode pensar, o que tudo isso tem a ver com este Gol?

 


Quem tem gosto por carros preparados, sempre teve curiosidade em dirigir um carro com tração nas quatro rodas. Neste quesito, o Gol construído pela oficina Motorfort, de São Bernardo do Campo (SP), é um dos carros que chama a atenção. Construído em 2010, os irmãos Pagliuca projetaram e construíram o carro e se divertiram de 2010 à 2013, quando foi vendido para Guilherme Emiliano. "Desde que fiquei sabendo do projeto do carro, criei curiosidade e admiração por tamanha exclusividade e audácia em se criar um projeto destes no Brasil. Projeto técnico exclusivo e muito bem elaborado, executado com técnica e muito capricho, carro que foi pensado nos mínimos detalhes. Após a venda do TT#27, não teria como ficar sem a adrenalina da velocidade. Foi quando surgiu a oportunidade de adquirir o Gol Quattro, uma oportunidade única que eu não poderia deixar de aproveitar e foi o que eu fiz", contou o piloto.

 


Nas pistas, Emiliano andou em diversas categorias da arrancada brasileira, inclusive, como muitos de nós, na ilegalidade das ruas. O juízo veio em 1999, quando começou na arrancada e passou pelo mundo dos aspirados tração dianteira com Gol Standard, passou para os turbos na Turbo C, Turbo B e Turbo A e chegou a pilotar um Força Livre Dianteira.

 

Como ele mesmo diz, apesar de ter aprendido a amar os Opalas com o pai, a forma mais acessível de começar no mundo da alta performance foi com os motores AP. Na pista, depois das experiências com os dianteiras, entendeu que os carros com tração traseira era o seu lugar. Com isso, teve a oportunidade de andar em diversos tipos de categorias de tração traseira: Street Tração Traseira, Traseira Original, ambas com Opala. Chegou a andar muito com o lendário Fusca aspirado de Sandro Bruno da Sportsystem, o famoso Traseira Super (TS) e protagonizou puxadas "sangue nos olhos" em Piracicaba. ‘Tive também a oportunidade, graças ao amigo Sidney "Grandão" Frigo, de acelerar um dragster na SPID, em Itatiba (SP)", completou.

 

No Gol com tração integral, você pode ter a realização do sonho de uma tração absurda com o aproveitamento perfeito do motor Volkswagen AP 16 válvulas turboalimentado que, no etanol, entrega 500 cavalos. Com metanol, esta potência salta para 800 cavalos. Aliado a eletrônica FuelTech embarcada no carro, você pode se assustar com a pressão contra o peito com a mágica da tração Quattro, uma legítima "montanha russa" sobre rodas.

 


Depois que foi adquirido, o carro sofreu algumas mudanças para se adequar mais ao uso diário. O câmbio anterior utilizava engates rápidos e foi substituído por um câmbio original do Audi RS2 com 6 velocidades. Isso deixou o carro ainda mais "sociável" para o dia a dia. Foi adotada uma embreagem multidiscos Displatec. 

O carro foi construído com a tração traseira do Audi RS2, projeto de fixação todo desenvolvido pela Motorfort. Em sua estrutura, gaiola Santo Antônio em cromo-molibdênio executada pelo Giba. Os amortecedores foram feitos sob medida. Guilherme instalou rodas importadas Enkei aro 17 e estas foram calçadas com aderentes pneus Toyo R888.

 

O motor foi montado com pistões forjados da JE com 83 mm de diâmetro. O virabrequim possui curso de 96.6 mm e foi montado com bielas Pauter. O cabeçote 16v, outra especialidade da oficina paulista, teve o seu fluxo melhorado mesmo com seus comandos de válvulas originais. Recebeu o auxílio de pratinhos, travas e molas da marca Ferrea. Na admissão, foi utilizado um coletor com configuração plenum, trabalho da Belquip Competições. O motor trabalha com 8 bicos injetores, sendo 4 com vazão de 60 libras/hora e 4 com vazão de 160 libras/hora. Na linha de combustível, o carro utiliza uma bomba Magnafuel 750 e dosador Weldon.

 

Um turbo Garrett GT 35R trabalha com pressão inicial de 1.5 kg e o booster eleva a pressão pra 3.0 kg, pressão comandada por uma wastegate Tial. O carro conta com toda eletrônica FuelTech, sendo um módulo touch screen FT350, 4 bobinas individuais de Marea com sistema de roda fônica. O corte de giro é feito com 9000 RPM.

 


Andar com o carro é um espetáculo. Você pode trafegar a 40 km/h em marchas altas sem absolutamente nenhuma falha. Logicamente que por ser tratar de um carro que utiliza bancos Kirkey, não é tão confortável para andar todos os dias, mas não há nada que impeça que isso aconteça. Quem gosta de uma vida mais "Racing", não liga muito para estes luxos. O bom mesmo é poder carregar o turbo e largar com raiva. Se você tiver "coragem", sentirá uma pressão estúpida no peito e trate de mandar as 6 marchas para frente pois estas serão engolidas com rapidez. Se quiser fazer um punta taco, baixar marchas, fique a vontade.

 
Apesar de afirmar que o carro está a venda, Guilherme Emiliano não esconde o gosto que tem pelo carro, este que está sendo muito bem cuidado nestes quatro anos de convivência. Poder se divertir com o carro é apenas a realização do seu gosto por acelerar e quem já viu o piloto acelerando, sabe que o mesmo sempre teve uma pilotagem agressiva, porém muito concentrada. "A arte de guiar veio com o tempo, a paixão fez surgir um pouco de habilidade que acabou desencadeando a busca por sempre acelerar veículos diferentes. A velocidade veio no DNA, desde pequeno fui apaixonado por corridas de todas as modalidades. Carros, motos e tudo que acelere forte. Meu pai sempre foi um grande admirador e proprietário de Opalas seis cilindros, de onde surgiu a minha maior paixão. Porém, no início dessa caminhada em busca da velocidade, financeiramente o que me cabia na época eram os famosos Gol Turbo", detalhou Guilherme.


Sobre o Gol com tração integral: "O carro é simplesmente magnifíco e dócil. Utilizo nas atividades diárias, banco, supermercado, buscar filho na escola, entre outros. Chega a ser inacreditável a dirigibilidade do carro. O consumo não é exagerado. Em 4ª marcha, a 30 ou 40 km/h, sonda de 1.00 a 1.10, como se fosse original. E o melhor, forte, progressivo e não destraciona!", contou. Gostamos. Faltou apenas o test drive. Mas eu juro que queria largar com raiva!

ACESSE O ANÚNCIO DO GOL QUATTRO CLICANDO AQUI!


 

BF Câmbios
Magma Pro Interno Grilo Pneus
Compartilhe com seus amigos:
Share

« Voltar