Conecte-se Twitter Facebook Youtube Feed
Ceramic Power
Marcelinho Fuel Tech

Arrancada Curitiba 201 Metros

Arrancada Curitiba 201 Metros

Data: 06/08/2016 a 07/08/2016.

Local: Autódromo Internacional de Curitiba - AIC - Pinhais - PR - 201 Metros.

O Autódromo Internacional de Curitiba recebeu a primeira prova de arrancada com todas as categorias com metragem de 201 metros e, mesmo com pouca aceitação entre os pilotos da arrancada - principalmente a DTB - vários destaques estiveram presentes para acelerar. A intenção dos organizadores é fazer com que o formato viabilize o tratamento de pista mais intenso.

Grandes nomes da arrancada compareceram para acelerar. Entre eles, o Beetle 2JZ de Alexandre “Português” Lourenço, equipe JD Preparações. O brinquedo andou na casa dos 5 segundos no 1/8 de milha e ensurdeceu os presentes com o berro do Toyota 2JZ 6 cilindros turbo. 

Jairo Dalla Valle voltou a acelerar o seu Opala, agora pela categoria Extreme 10.5 (XTM) e o carro está sob os cuidados da Pro Auto, mesma empresa que assiste o Opala do seu filho, Jevan Dalla Valle e um dos atuais Opalas mais rápidos do Brasil pela categoria Turbo Traseira A (TTA). Ricardo Ohpis andou pela primeira vez com o Vectra biturbo. O carro competiu na categoria Pro Mod (PM).

Lenda da arrancada brasileira, João Eugênio Pletsch, o Nico, trouxe o seu Maverick com blower para competir na Pro Mod (PM). Outro berro de blower foi o proporcionado pelo Funny Car de Rodrigo Martin, carro que competiu na categoria Dragster Top. 

As super disputadas categorias DTB e TTB contaram com poucos carros. Cadu Moreira (Gol Neves Preparações) e Filipe Sturion (Chevette Serginho Motorstreet) foram os vencedores. Patrick Pauluk, equipe Lambari Competições, faturou na DTC e Melquisedeque Andriguetto venceu na DTA pela equipe Company Motors. 

Na Turbo Traseira (TT) tivemos a volta de Celso Camargo para a equipe Julieta Competições. A vitória na TT ficou para Fabio Costa com o belíssimo Opala vinho. Nos Aspirados, destaque para Adilson Pryzibicien na Standard (ST), Israel Fontanella na Street Tração Traseira (STT) e Ruan Vezetti na Traseira Original (TO). 

A novidade para  esta etapa foi a criação de categorias Desafio 201 Metros limitadas por tempos, isto é, os carros não podem andar abaixo disso. São elas: Desafio 201 metros 7.7 segundos, Desafio 201 Metros 8.2 Segundos e Desafio 201 Metros 9.0 Segundos, proporcionando mais chances dos pilotos competirem por vitórias. Continua a categoria Desafio 201 Metros Dianteira e Desafio 201 Metros Traseira, vencidas respectivamente pelo Gol de André Tubiana e o Fusca AP de Marlon Batata. Ambos são carros feitos pela equipe Street Race. Outro destaque ficou para a nova categoria Super Desafio 6s2, prova vencida pela bela Caravan de Vinicius Gambeta, equipe Rotek Garage. Este carro já foi matéria da Revista Autodynamics.

As categorias tradicionais da arrancada tiveram seus vencedores decididos pelo tempo total mais baixo, isto é, tempo de reação somado ao tempo de pista. As categorias Desafio, contaram com finais mata-mata. Confira os tempos abaixo. A prova contou com locução de Marko Dorigon e tratamento de pista feito por José "The Dragstrip Man" Snaple. A cronometragem foi feita pela Cronocar / Força Livre.

A cobertura da etapa foi feita pelo nosso enviado especial, Edmar Salgueiro Júnior, o responsável pelas belas fotos e vídeos da etapa. Ainda não temos a data da próxima etapa em 201 metros, somente a data do 23º Festival, maior arrancada da américa latina e que acontecerá em metragem de 402 metros entre os dias 08 a 11 de dezembro de 2016. 

Mais informações em www.forcalivre.com.br ou no Facebook www.facebook.com/forcalivrearrancada/


Texto: Rodrigo Vieira

Tempos

Compartilhe com seus amigos:
Share

« Voltar